Contabilidade Para Arquitetos e Empresas de Arquitetura

O primeiro passo para pagar menos impostos na Arquitetura é abrir uma empresa.

Se formalizar como pessoa jurídica vai trazer muitos benefícios tributários para você, sem falar nas possibilidades que irão surgir, como por exemplo: prestar serviços para outras empresa, nesse caso é obrigatório ter um CNPJ para emitir nota fiscal

Outra vantagem é que trabalhar como pessoa jurídica "demonstra profissionalismo e maturidade aos clientes".

Quer saber como abrir sua empresa de Arquitetura? segue abaixo informações importantes:

1. Solicitar a viabilidade na junta comercial do seu Estado;

2. Solicitar o pedido do CNPJ na Receita federal "preencher o DBE"

3. Após abrir o CNPJ, o próximo passo é solicitar os alvarás de funcionamento.

Somos especialistas em abertura de empresas e contabilidade para arquitetos, fale conosco agora mesmo e tire suas dúvidas.

Gostou do nosso conteúdo sobre a abertura de empresa para arquitetos? continue lendo e conheça sobre a tributação para arquitetos.

Outro assunto importante é a tributação para arquitetos, você sabe qual a melhor opção tributária para arquitetura?.

É melhor trabalhar como arquiteto autônomo ou abrir uma empresa de arquitetura?

Vamos fazer uma rápida comparação, vamos usar como exemplo um arquiteto que ganha R$ 5.000,00 por mês e trabalha como arquiteto autônomo..

Vamos aos cálculos, primeiro vamos calcular o INSS de autônomo, renda de R$ 5.000,00 x 20% de INSS, igual à R$ 1.000,00

Agora vamos calcular o imposto de renda, aplicando as formulas de cálculo do imposto de renda, o arquiteto autônomo pagaria por mês o valor de R$ 263,87

E como pessoa jurídica, quanto o arquiteto vai pagar? É importante destacar que vamos calcular com base da tributação do simples nacional para arquitetos, porque acreditamos ser a mais vantajosa na maioria dos casos.

Aplicando a formula sobre esse faturamento, R$ 5.000,00 x 6%, igual à R$ 300,00

Seria necessário retirar o Pró-Labore mensal de R$ 1.400,00, pagando apenas R$ 154,00 de INSS por mês.

Agora vamos as comparações:

1. Arquiteto Autônomo, pagaria R$1.000,00 de INSS + R$ 263,87 de IRPF, total de R$ 1.263,87

2. Pessoa jurídica, pagaria R$ 300,00 de Simples nacional + R$ 154,00 de INSS, total de R$ 454,00

Ao trabalhar como pessoa jurídica, a economia mensal é de R$ 809,87 e pensando em um faturamento maior, essa diferença aumenta.

Tributação para Arquitetos, quais as opções.

Existem 3 principais opções tributárias para arquitetos pessoa jurídica, são elas:

1. Simples Nacional;

2. Lucro Presumido;

3. Lucro Real;

O simples nacional é a opção mais usada, isso porque dentro do simples nacional é possível fazer um planejamento para reduzir os impostos do arquiteto

Mas afinal, qual o percentual de alíquota de cada opção tributária, simples nacional, presumido e real?

No simples nacional como já foi citado aqui, a alíquota pode começar com 6% ou 15,5%, dependendo se o arquiteto optar pelo anexo III ou V do simples nacional

No lucro presumido a alíquota pode variar entre 13,33% até 16,33% dependendo do munício onde está localizada a empresa do arquiteto.

Quanto ao lucro real, a conclusão é que não é interessante essa opção para o arquiteto, as alíquotas são maiores e depende de vários fatores para compensar essa opção.

Contabilidade em Tempo Real


Cliente e Contador trabalhando juntos pelo sucesso da empresa. Integração total entre cliente e contador, Gerando e compartilhando informações em tempo real.

Open chat