Como abrir um CNPJ para representante comercial?

Abertura de CNPJ para representante comercial

Como abrir um CNPJ para representante comercial?

Muitas pessoas sonham em ter seu próprio negócio, no entanto, a constituição de uma empresa  gera bastante dúvidas, ainda mais para quem não tem o conhecimento adequado sobre o assunto, por isso, te ensinarei como abrir um CNPJ para representante comercial. Continue a leitura e entenda como é feito o processo de abertura.

Plano de negócio

Antes de começar os preparativos para abrir seu CNPJ, você precisa elaborar o seu planejamento, o famoso plano de negócio, no planejamento você irá definir cada passo necessário para abertura do seu negócio.

Mas afinal, porque isso é importante? Logo abaixo demonstraremos como é importante você criar seu plano de negócio para ter sucesso no seu CNPJ, vamos aos principais pontos:

  1. Qual ramo de negócios ideal?
  2. Quem será seu público alvo?
  3. Descubra o melhor tipo de negócios, físico ou online?
  4. Qual o nome ideal para sua CNPJ?
  5. Escolha o endereço ideal para seu negócio?
  6. Quanto será necessário investir?
  7. Qual o tempo estimado de retorno do investimento?
  8. Quem são seus concorrentes?

Essas são perguntas importantes para serem respondidas no seu plano de negócio e volto a dizer é muito importante ter esse planejamento pronto antes de abrir um CNPJ.

Quais os tipos de CNPJ posso abrir?

Existem vários tipos de CNPJ para você escolher, porém, será necessário analisar qual o perfil de CNPJ que você precisa, por exemplo, se terá sócios, quanto será o valor do capital social e até o valor estimado de faturamento será necessário, observe:

    1. Empresário individual (EI): Esse formato é permitido para quem não tem sócios e quer abrir um pequeno negócio com capital de investimento baixo, mas pode faturar até R$ 360mil por ano como microempresa e até 4,8milhões por ano como CNPJ de pequeno porte no simples nacional e pode faturar mais que isso em outras tributações;
    2. Sociedade Limitada (LTDA): Esse formato de abertura de CNPJ é quando 2 ou mais pessoas se juntam para abrir uma CNPJ;
    3. Sociedade Limitada Unipessoal (SLU): Esse é um formato novo de abertura de CNPJ, esse formato jurídico é apropriado para empresário individual que não quer trabalhar com sócios e quer proteção patrimonial dos seus bens pessoais, porque nesse modelo de CNPJ os bens pessoais do titular tem uma proteção jurídica no caso de decretação de falência por problemas financeiros.

Essas são as opções mais usadas para abrir um CNPJ para representante comercial , o ideal é sempre consultar seu contador para receber a melhor orientação.

É importante saber que tipo de legislação sua empresa irá reger e ainda mais importante é saber quais impostos e taxas você precisa pagar para manter seu negócio funcionando sem problemas, os 3 tipos de tributação são:

  • Simples Nacional: O Simples Nacional é um regime tributário simplificado exclusivo para as pequenas empresas, que faturam até 4,8 milhões anuais. Optando o regime Simples Nacional o empreendedor consegue pagar as guias de impostos unificadas somente no documento de arrecadação do simples Nacional (DAS), com isso alíquota e de acordo com o faturamento e da atividade exercida.
  • Lucro Presumido: No regime de lucro presumido, os impostos são calculados a partir da receita bruta, no caso, são arrecadados os valores referentes ao IRPJ e CSLL sobre a projeção trimestral, enquanto o restante dos tributos é cobrado separadamente.
  • Lucro Real: Neste regime, as empresas calculam sua tributação com base no lucro líquido e podem optar por incidência mensal ou trimestral, caso opte pela apuração trimestral os quatro pagamentos são considerados definitivos, e não como antecipações. A alíquota para IRPJ é de 15% e de CSLL, entre 9% e 12%. Para PIS e COFINS, as alíquotas são de 1,65% e 7,6%, respectivamente.

Entretanto, a tributação do simples nacional é a opção mais barata para quem está começando e funciona da seguinte forma:

  • Você que é do comércio começará pagando apenas 4% na alíquota para um faturamento de até R$15.000,00 por mês;
  • Sendo de serviços em geral,  começará pagando apenas 6% sobre o faturamento médio mensal de até R$15.000,00 por mês;
  • Indústria pequena ou fábrica começará com a tributação de 4.5%;
  • E por último, se você for do setor de construção civil, advocacia, limpeza e outros iniciará com 4.5% para faturamento mensal de até R$ 15.000,00.

Quanto custa para abrir uma empresa?

Passo a passo para abrir empresa

O primeiro passo! É você tirar seu certificado digital, com ele você conseguirá estar assinando todos os processos eletronicamente, em seguida é feito um pedido de viabilidade na junta comercial, lá serão preenchidas todas as informações pessoais e dados da empresa que será constituída com o formulário concluído, no próximo passo é realizada a entrada do DBE (Documento Básico de Entrada) junto a Receita Federal, depois retornar a junta comercial e integrar a FCN (Ficha de Cadastro Nacional) sendo aprovado será gerado uma taxa, após o reconhecimento do pagamento e o protocolamento sua empresa foi constituída.

Segue o passo a passo para abrir uma empresa:

  1. Realizar a emissão do certificado digital do CPF;
  2. Solicitar a viabilidade na junta comercial;
  3. Preencher o DBE para pedir o CNPJ na Receita Federal;
  4. Preencher a FCN integrando junta comercial e receita;
  5. Pagar as taxas;
  6. Assinar os documentos;
  7. Protocolar o processo de abertura.

Esse foi um passo a passo para  abrir empresa, em poucos dias você terá sua empresa aberta, porque abrir empresa no Brasil tem ficado cada dia mais rápido, mas é importante contar com quem entende de abertura de empresa, para não ter atraso e nem dor de cabeça.

Após ter constituído sua empresa, você deve ir à prefeitura do seu município e solicitar os seguintes licenciamentos:

  1. Alvará de Funcionamento;
  2. Inscrição Municipal; e
  3. Liberação da Nota Fiscal.

1. Alvará de Funcionamento

Entretanto, o alvará de funcionamento é concedido a prefeitura do seu município e os documentos exigido são:

  • Planta do imóvel onde você abrirá seu negócio;
  • Cópia do IPTU pago;
  • CPF e RG, originais ou cópias, da pessoa responsável pelo negócio;
  • O Setor, Quadra e Lote do imóvel;
  • Escritura do Imóvel e contrato de locação se for o caso.
  • Autorização do Corpo de Bombeiros para a abertura.

2. Inscrição Municipal

Primeiramente, é preciso que entenda o conceito, no Brasil, a Inscrição Municipal (IM) é o número de identificação do contribuinte no Cadastro Tributário Municipal e é de caráter obrigatório para as empresas que prestam serviços.

3. Emissão de Nota

Após ter realizado todas as liberações necessárias, você deve estar se perguntando “é como emitirei nota fiscal?”. Pois, bem! Você tem 2 opções:

  1. Solicitar o acesso à prefeitura: Nessa opção você deverá ir até à prefeitura e efetuar um cadastro de solicitação para  conseguir ter acesso ao portal do site.
  2. Contratar alguma contabilidade que forneça esse serviço.

Achou complicado? Fique calmo, nós oferecemos o sistema de emissão de nota fiscal gratuitamente para nossos clientes.

Contabilidade digital para facilitar sua vida

Que tal contratar uma contabilidade digital para cuidar da sua empresa? Já ouviu falar na contabilidade digital? Imagine você ter acesso às informações da sua empresa na palma da mão, poder ter acesso a tudo, como impostos, relatórios, nota fiscal, folha de pagamento de funcionários, pró-labore dos sócios, declaração de impostos de renda, balanços e muito mais.

Somos referência nesse assunto e podemos cuidar da sua empresa, ajudar a você gerenciar seu negócio de um jeito simples e sem burocracia.

Veja abaixo alguns benefícios de contratar uma contabilidade digital para cuidar da sua empresa:

  1. Informações em tempo real;
  2. Notas fiscais e suporte;
  3. Emissão de boletos bancários;
  4. Fácil de acessar;
  5. Agilidade para seu dia a dia;
  6. Atendimento prático e rápido;
  7. Plataforma digital para gestão.

Esses são apenas alguns dos benefícios de contratar uma contabilidade digital para sua empresa.

Dicas de marketing

Toda empresa precisa vender para ter sucesso e para vender você precisa divulgar sua empresa, esse assunto é muito importante pro seu negócio. Falaremos um pouco sobre como fazer o marketing da sua empresa.

Existem algumas opções de marketing, por exemplo, você pode fazer o marketing da sua empresa fazendo campanhas na TV, campanhas publicitárias, eventos, panfletos, outdoor e outras.

Mas hoje venho dá uma dica de marketing diferente pro seu negócio. Quer saber qual? Atualmente as empresas estão saindo dos modelos tradicionais de marketing e publicidade, estão migrando para o mundo digital.

E no mundo digital existem algumas estratégias interessantes para divulgar sua empresa, como, por exemplo, redes sociais, Facebook, Instagram e outros.

Você pode também usar a estratégia de site para sua empresa, o site é a vitrine da sua empresa na internet, entretanto, minha dica de ouro de hoje é você aparecer no Google, porque essa é a ferramenta de buscas na internet, você pode criar campanhas de anúncios da sua empresa.

Essas foram algumas dicas sobre o marketing de uma nova empresa, você está começando a empreender, por isso é muito importante se preocupar com o marketing da empresa.

Conclusão

Enfim, Chegamos ao final desse conteúdo, espero que tenham gostado, qualquer dúvida  podem contar conosco para mais  esclarecimentos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest